Tempo
Foto: Reprodução

A estiagem que atinge todo o Paraná, tem provocado cada dia mais prejuízos a agricultura, a falta de água e até mudanças na paisagem de lugares conhecidos mundialmente. O leito do rio Paraná foi extremamente impactado por esse período de seca. A Usina Hidrelétrica de Itaipu afirmou que o nível da barragem acima está cerca de 42% do normal.

As imagens são impressionantes. Neste final de semana, por exemplo, pessoas foram flagradas atravessando à pé da margem brasileira até a ilha que existe próximo à Ponte da Amizade, de tão baixo que está o nível do Rio. A foto que abre essa matéria mostra até a carcaça de uma kombi sumida há tempos.”

Estiagem nas regiões Sul e Sudeste do país tem reduzido a vazão do rio Paraná.

O leito do rio Paraná foi extremamente impactado por esse período de seca. A Usina Hidrelétrica de Itaipu afirmou que o nível da barragem está cerca de 42% do normal.

A geração de energia elétrica está prejudicada, mas não causa problemas no fornecimento. Como menos água é usada para acionar as turbinas, menos energia é gerada. Na semana passada eram “produzidos” 6 mil megawatts em média. Normalmente a geração é de 12 mil megawatts.

Ao longo de todo o curso do rio o nível está baixíssimo, inclusive nas divisas com o Paraguai e Argentina.

Na semana passada as Cataratas do Iguaçu também apresentaram um vazão baixíssima. Eram 259 mil litros de água por segundo, o que representa 17,2% de uma vazão normal, de 1,5 milhão de litros.

Gazeta do Povo