Bichos
Foto: Reprodução

Um tatu foi flagrado andando tranquilamente na Avenida Vitório de Zorzi em Crissiumal no final da noite deste domingo (22/12). O vídeo feito pela família Biasibetti chegou à redação do Guia Crissiumal no início da madrugada dessa segunda.

A população de tatus em Crissiumal certamente não é tão grande, mas volta e meio algum é visto ou fotografado por nossos internautas, inclusive temos matérias de 2015 de um que visitou uma escola do interior e de 2018, quando um foi flagrado na área central.

O animal é da espécie Tatu Galinha, bastante comum ainda na região. Segundo o site Brasil Escola o animal também é denominado tatu-de-nove-bandas, tatu-de-folha, tatuetê, tatu-veado e tatu-verdadeiro, esse animal possui cabeça pequena, focinho pontudo, olhos pequenos, e orelhas grandes e estreitas. A cauda é longa, com presença de placas, os membros são curtos, e as garras são longas, curvas e afiadas. Medem aproximadamente 60 centímetros e pesam cerca de cinco quilos. Há pouco pelo em seu corpo, este de cor castanho-escuro, e é levemente amarelado na barriga. Seu olfato é bastante apurado e a audição e visão se apresentam pouco desenvolvidas. Encontrado ao sul da América do Norte, e também na América do Sul, o D. novemcinctus ocorre em todos os biomas brasileiros. De hábitos noturnos, esses animais vivem geralmente solitários, alimentando-se de invertebrados, pequenos vertebrados, ovos, fungos, frutos, raízes e tubérculos. Sua carne, bastante apreciada, faz com que esses animais não sejam vistos com tanta frequência quanto outrora – embora a caça de tatus seja proibida. Só para ter uma ideia, o tatu-galinha é uma entre as dez espécies de mamíferos mais apreendidas pelo IBAMA.

Guia Crissiumal