Comportamento
Foto: Reprodução

Um vereador de Caibi, no Oeste catarinense, foi suspenso por 12 meses da Câmara por importunação sexual. Ele colocou as mãos nas nádegas da vítima, uma empresária, durante um evento de Natal no fim do ano passado. O suplente vai assumir a vaga e ficará com o salário do parlamentar suspenso.

O vereador Senor Anselmini (PP) preferiu não comentar o caso. A suspensão dele foi decidida em comissão na terça (26) começou a valer na sessão da Câmara de Caibi desta segunda-feira (2).

Importunação e investigação

O caso de importunação sexual ocorreu durante uma cerimônia de Natal. Na ocasião, foram realizadas homenagens no Centro com a presença da comunidade. Segundo o município, na hora de entregar uma lembrança, o vereador se posicionou entre um casal e colocou a mão nas nádegas da vítima, uma empresária, que o afastou e tirou a mão dele.

O momento foi, inclusive, registrado em um vídeo. A Câmara de Vereadores de Caibi recebeu uma denúncia anônima sobre a situação e abriu uma sindicância. Os parlamentares assistiram ao vídeo e a vítima foi chamada e ouvida pela comissão. O vereador também prestou depoimento.

Por três votos a zero, a Comissão Especial de Investigação entendeu que houve o ato de importunação sexual e o político foi suspenso. Isso significa que ele não poderá participar de nada que envolva a Câmara.

Receba as notícias do Três Passos News no seu celular:

https://chat.whatsapp.com/HZcQ9vXiMIN1GC4kHcXcvC

G1 SC